É Possível Engordar Após a Lipoaspiração?

Existe um conceito difundido entre muitos que submeter-se a uma lipoaspiração de nada adianta, uma vez que a cirurgia não impede que a pessoa volte a engordar, caso descuide-se na alimentação. Como já foi dito nos post "Lipoaspiração: Indicações", a lipoaspiração não é um método de emagrecimento, muito menos um passaporte para o sedentarismo e a comilança desenfreada após a cirurgia.


Então estão certos aqueles que dizem que a lipoaspiração não serve para nada?


Obviamente NÃO! 

Da mesma foram que a cor dos olhos, tipo de cabelo e tom da pele, temos nossa distribuição de gordura corporal determinada geneticamente, através do DNA que herdamos de nossos pais. Basta ser um pouco observador para reparar que existe um grande número de pessoas que, mesmo quando estão no peso ideal, apresentam uma  evidente concentração de gordura em uma ou mais partes do corpo. É o que chamamos de gordura localizada. E a lipoaspiração é sim uma técnica cirúrgica consagrada para o tratamento desta gordura que se concentra em uma determinada parte do corpo.


Seja na famosa pochete, no temido culote, no indefectível papo, no maldito pneuzinho, no abominável braço gordo ou no constrangedor "peitinho" em homens (pseudoginecomastia), ocorre uma concentração anormal de células gordurosas - chamadas adipócitos - nestas áreas do corpo.


Os adipócitos são as células responsáveis por armazenar no seu interior, em forma de gordura, as calorias ingeridas em excesso. Como dito anteriormente, o número aumentado de células de gordura nestas áreas é geneticamente definido, e por isso, por mais que a pessoa emagreça, a gordura localizada teima em não desaparecer. Além disso, quando a pessoa ganha peso, tende a engordar mais nestas áreas, pois quanto maior a quantidade de gordura armazenada, maior o tamanho do adipócito, e como estas áreas apresentam um número aumentado de células gordurosas...


Por isso que é justamente nestes casos de gordura localizada que a lipoaspiração tem sua grande indicação e apresenta seus melhores resultados. Ao se aspirar a gordura, ocorre uma redução no número total de adipócitos no local. Desta forma, o cirurgião plástico burla o determinismo genético, reduzindo o volume de gordura na área lipoaspirada e fazendo com que a pessoa passe a apresentar uma distribuição da gordura corporal mais equilibrada do ponto de vista estético.


Mas afinal, a pessoa pode voltar a engordar nas áreas do corpo onde foi realizada a lipoaspiração? A resposta é SIM e a explicação é muito simples: os locais lipoaspirados continuam a possuir células de gordura, e como já foi dito, são os adipócitos os responsáveis por armazenar as calorias ingeridas em excesso. Porém, locais lipoaspirados passam a apresentar um número de adipócitos inferior ao original e proporcional, ou até mesmo inferior, às demais áreas do corpo. Sendo assim, caso a pessoa ganhe peso, irá engordar menos nos locais lipoaspirados do que engordaria se não tivesse se submetido à lipoaspiração e o ganho de peso não se concentrará nas áreas que anteriormente apresentavam gordura localizada e sim se dará de forma igual ou até mesmo em menor grau que nas outras áreas corporais que não foram lipoaspiradas.

Sendo assim, aqueles que pretendem se submeter a uma lipoaspiração devem ter em mente que esta cirurgia não tem como objetivo principal a perda de peso e muito menos é uma carta branca para a má alimentação e para o sedentarismo. A lipoaspiração apresenta resultados fantásticos quando bem indicada e mesmo que a pessoa engorde moderadamente há a manutenção do bom resultado. Porém imaginar que a lipoaspiração será responsável por deixar o paciente eternamente magro é um grave erro, que no fim levará a uma enorme frustração.

Assuntos Relacionados
- Lipoaspiração
- Lipoaspiração: Indicações
- Lipoaspiração: Cuidados Pós-operatórios
- Hidrolipoaspiração, Minilipoaspiração e Lipolight
- Lipoescultura



7 comentários:

htpp://bordadoearte.blogspot.com disse...

Que legal Dr. eu adorei a sua explicação, fc bem claro, pois as pessoas acreditam que a lipo irá deixá-las totalmente magras. Tenho uma amiga que fez mas ela continuou com sua rotina de não se alimentar direito nem fazer atividades físicas, ai não teve jeito engordou novamente, mas parabéns mais uma vez pelo excelente esclarecimento abç....

Tatiana disse...

Pesquisando sobre cirurgia, caí no seu blog. Parabéns! É muito engraçado, consegue falar com seriedade e descontração ao mesmo tempo. Por dentro desse plástico, tem uma veia publicitária rs

Dr. Carlos André Meyer disse...

Joana

Obrigado pelos elogios!

Tatiana

Muito obrigado também! Realmente algumas vezes penso que sou um publicitário frustrado.

Att,

Betty disse...

Olá Dr. gostaria q me tirasse uma dúvida, penso em fazer uma abdominoplastia, mas tenho pressão alta,é possível?
Gostei muito do seu blog, me tirou muitas dúvidas.
Obrigada.

Dr. Carlos André Meyer disse...

Cara Betty

É possível sim, desde que a pessoa com hipertensão esteja com a pressão controlada e que a avaliação pré-operatória (chamada "risco cirúrgico") tenha dado o aval para a cirurgia.

Att,

Douglas disse...

Ola doutor, realizei uma abdominoplastia junto com uma leve lipo a 4 dias. Estou com uma duvida, meu penis esta mto inchado e completamente roxo quase preto, a bolsa escrotal também esta mto inchada e com leve roxo. Eh normal isso?

Dr. Carlos André Meyer disse...

Caro Douglas

Edema e equimose (roxo) da região genital ocorrem com certa frequência no pós-operatório de abdominoplastia e lipoaspiração de abdome. Geralmente melhora em poucos dias.

Entretanto não é possível afirmar se no seu caso é normal, uma vez que não participei de sua cirurgia e tão pouco tenho a oportunidade de examiná-lo. Espero que compreenda

Sugiro que você relate o ocorrido ao seu cirurgião plástico para que ele possa determinar a melhor conduta para o seu caso.

Att,