Tipos de Anestesia


Um dos assuntos que mais causam temor nos pacientes que pretendem submeter-se a uma cirurgia plástica diz respeito à anestesia. É bastante freqüente, seja no consultório ou através do blog, manifestações de apreensão quanto à segurança dos tipos de anestesia, em especial da anestesia geral.



Eu atribuo este temor ao medo do desconhecido. Tudo que nos é estranho pode causar um desconforto, um certo temor. Somem-se a isso as notícias esporádicas sobre complicações anestésicas que são abordados com o costumaz sensacionalismo e o resultado será um grande número de pacientes temerosos não com a cirurgia em si, mas sim com a anestesia.

Como se não bastasse, é cada vez mais freqüente, “profissionais de medicina estética” e até mesmo alguns colegas cirurgiões plásticos alardearem que a anestesia local é a mais segura, imputando equivocadamente uma aura de insegurança aos outros métodos anestésicos, em especial à anestesia geral. A verdade é que por trás desta “preocupação com a segurança” esconde-se o desejo de reduzir os custos da cirurgia e até mesmo realizá-la no consultório, sem a indispensável infra-estrutura que hospitais e clínicas oferecem.

Sempre que sou questionado sobre a segurança da anestesia respondo para meus pacientes que eu NUNCA presenciei qualquer complicação anestésica que levasse o paciente a óbito ou mesmo a qualquer seqüela. Nas últimas décadas, a maior compreensão da fisiologia humana, o refinamento dos exames pré-operatórios, o desenvolvimento de novas drogas anestésicas e o uso rotineiro de métodos cada vez mais precisos para monitorização do paciente, tornaram a anestesia uma prática extremamente segura.

Os principais tipos de anestesia são:

I – Anestesia Geral – Através de drogas venosas e/ou inalatórias o paciente é mantido inconsciente, imóvel e sem dor durante toda a cirurgia.

II – Anestesia Regional – Neste grupo encontram-se as famosas Anestesia Peridural e Raquianestesia. São realizadas através do depósito de drogas anestésicas próximas a medula espinhal. Desta forma fica bloqueada a transmissão para o cérebro dos estímulos dolorosos, proporcionando assim a anestesia do segmento do corpo onde será realizada a cirurgia.
Os bloqueios de nervo também pertencem ao grupo da Anestesia Regional. Consistem na infiltração de anestésicos na cercania do nervo responsável pela sensibilidade do segmento do corpo que será operado. Um exemplo clássico é o Bloqueio Axilar nas cirurgias da mão.

III – Anestesia Local – Realizada através da infiltração de anestésicos diretamente no local a ser operado. Seu uso é limitado uma vez que a partir de uma determinada quantidade os anestésicos locais passam a ser tóxicos para o organismo.

Cada método anestésico possui suas vantagens e desvantagens. Porém todos, sem exceção, são extremamente seguros. A pergunta a ser feita não é qual o método mais seguro e sim qual a melhor anestesia para a cirurgia a qual serei submetido. O anestesista é o profissional qualificado para definir o melhor método anestésico e sua decisão baseia-se nas características do paciente e no tipo de cirurgia, com o intuito de garantir segurança e conforto para o paciente, assim como as melhores condições para que a cirurgia transcorra da melhor maneira possível.

Clique aqui para ver a Cartilha para Leigos da Sociedade Brasileira de Anestesiologia.

Não poderia finalizar este post sem antes praticar o esporte número 1 de todo cirurgião...



Assuntos Relacionados:

- Hidrolipoaspiração, Minilipoaspiração & Lipolight

6 comentários:

Paulo disse...

Maneiro o blog...

Dr, eu não tenho nenhum tipo de dismorfia corporal, mas eu implico um pouco com o meu queixo... As pessoas acham normal (leia se: minha mãe, o que não é uma opinião segura), mas eu não acho que eles são tão desenvolvidos como deveriam.

Existe como um leigo saber se o queixo está do tamanho considerado ideal? De frente eu até acho o meu quixo bom, mas não gosto dele quando eu vejo de lado...

Fala mais aí sobre cirurgias em homens...

Dr. Carlos André Meyer disse...

Caro Paulo

Obrigado pelo elogio ao blog.

A forma correta de saber se há alguma deficiência na projeção do seu queixo é através de uma consulta com um cirurgião plástico.

Att.

Anônimo disse...

Dr.Paulo eu gostaria muito de fazer uma cirurgia nos meus seios e também na barriga,mas tenho pouco recurso financeiro. O hospital de ipanema realiza cirurgia para pessoa comum, como eu? Um GRANDE ABRAÇO.

Dr. Carlos André Meyer disse...

Realiza sim, porém há uma longa fila de espera.

Att,

Daiane disse...

Dr. hoje fui fazer uma lipo e apresentei reação alérgica logo após a peridual. Os médicos fizeram o que deveria fazer durante esse episódio e não fez a lipo. Eu já tomei uma peridural antes e nunca apresentei reação alérgica.O cirurgião me indicou a fazer os teste alergicos para descobrir o qual medicação causou e me disse que se eu quiser fazer, me indica a geral pois é mais segura.
Como médico, o senhor concorda que a anestesia geral é mais segura? Já li um artigo sobre anestesia. Mas quero sua opinião.

Dr. Carlos André Meyer disse...

Cara Daiane

Todos os tipos de anestesia são seguras. A escolha da técnica cirúrgica depende de vários fatores como tipo de cirurgia, antecedentes anestésicos do paciente, preferência do anestesista, saúde do paciente, etc.

Não há como dizer qual seria minha conduta em seu caso, uma vez que não a examinei e tão pouco conheço os detalhes do ocorrido. Acredito que você deva confiar na equipe cirúrgica que está te assistindo, pois parece-me que estão te dando toda a atenção necessária.

Att,